OKAMI HD

GUIA DE TROFEUS

Top Dog :platinum: [topo]
Acquire all trophies.

O Platina que indica que você é mestre em tudo em Okami, atingiu seu apoteose e transcendeu a existência mundana, meus parabéns! :champion:

Leave No Chest Unopened :gold: [topo]
Collect all Stray Beads.

Esse troféu pode ser perdido!

Stray Beads são esferas meio amareladas que você coleta ao longo do jogo, geralmente escondidas pelos cenários dentro de baús. Normalmente exigindo que se cave ou destrua algum objeto (ou as vezes o baú fica lá a toa no cenário, a olho nu).

Alguns Beads exigem certas técnicas que você irá aprender ao longo do jogo. Então, caso resolva ir atrás dos Breads, é ultra-recomendável ir antes de embarcar na Arca!

A boa notícia é que não há Beads perdíveis! Podes voltar a qualquer cenário onde elas tem e pegá-las!
“Mas você disse que o troféu pode ser perdido!”
Sim, eu disse, porque se você terminar o jogo sem ter pego todas, terá que começar um novo jogo do início! Mas o jogo não é tão canalha: os Beads que você já coletou ainda ficam no seu novo jogo!

Segue o checklist postado no Roadmap, basta ir na aba “Stray Beads”: http://tinyurl.com/okamihdlistaBR

O troféu só aparece no pós-créditos, pois o 100º Bead é concluir o jogo.

Barking Up the Cherry Tree :gold: [topo]
Earn a Cherry Tree rank for each item in the Total Results screen.

Ao terminar o jogo, ele mostra seu resultado durante sua jogada. Dizendo quantas vezes morreu, quanto de dinheiro acumulou (não contando com o dinheiro gasto), inimigos derrotados, Demon Fangs e Praise adquirida.

Ao atingir certo número, o jogo te mostra seu ranking com uma árvore de cerejeira (Cherry Tree) que pode variar entre uma árvore morta ou uma totalmente florescida. Consiga todas com a árvore florescida (ou Ranking S, como é comumente conhecida) para ganhar o troféu.
Eis o número mínimo para se ter esse troféu:

  • Mortes: 5 (ou menos)
  • Inimigos derrotados: 550
  • Dinheiro acumulado: 4.000.000 Yen
  • Demon Fangs: 300
  • Praise adquiridos: 4500

Algumas notas a mais:

*Mortes só são consideras quando você vê a tela de Game Over, ou seja, cair em abismos ou em lagos venenosos não contam como mortes, apenas tiram dano. Se você morrer numa luta, mas ser revivido por ter o Astral Pouch, ele não contará como morte! Recomenda-se ter sempre itens de cura. eu mesmo, na minha primeira jogada, só sofri uma morte-com-revive no chefão final. Imagem Postada*Para ganhar Demon Fang é preciso usar uma técnica Celestial com o pincel quando o inimigo ficar em câmera lenta no ar, logo depois do último golpe dado! Certos inimigos dão mais de uma quanto mais fortes são, a técnica em si varia dependendo do inimigo, mas basta usar aquela que ele é vulnerável. Um outro método, dentro das lutas, é utilizando as técnicas Golden Fury (popularmente conhecida como “1º elemento”) e a Brown Rage (“2º elemento”) perto de inimigos que eles soltam as ditas garras! Imagem Postada*Como podem perceber, o dinheiro é o quanto você ganhou durante o jogo todo. Ele não considera as perdas/compras que o jogador faz. No mais, apenas vá juntando dinheiro e comprando as técnicas que custam uma fortuna para ter uma noção de quanto gastou.*Uma boa forma de juntar dinheiro é indo nos Demon Gates Trials, que você acabará tendo que enfrentá-los na busca de certos Stray Beads, os dois últimos, em especial, dão uma grana muito boa!

*Os inimigos é algo que é preciso ficar atento: nunca fuja das batalhas. Certo que elas não te dão Praises, o que deixa Amaterasu mais forte, mas se conseguir uma boa pontuação e sempre cortar os inimigos ao morrerem, ajuda na conta de Demon Fangs, Inimigos derrotados e sem falar no número necessário de inimigos abatidos para conseguir a árvore florescida.

*As Praises é algo que vem naturalmente ao longo do jogo, mas se você buscou maximizar Amaterasu e de ir em busca de todos os Stray Beads (alguns vem dentro de side-quests, logo, você acaba ganhando Praises), então não precisa se preocupar muito com este item.

Who Let the Dogs Out? :gold: [topo]
Defeat the Kusa 5.

Vai acabar vindo na sua busca pelo Leave No Chest Unopened .
*alerta de leves spoilers*

Os Kusa 5 são os cinco cães que você pode enfrentar no jogo.
Dado certo momento na história, Amaterasu terá que ir atrás deles a pedido da Princesa Fuse, todos fracos/relaxados.
Depois de você passar da Oni Island, em Gale Shrine, logo na entrada, vá para o túnel da direita e encontrará a Princesa Fuse com seus leais cães para poder desafiá-los mais uma vez. Dividido em 3 rounds, ao completá-los você não só ganha o troféu, como também Praise e um Stray Bead, olha que beleza! Mas cuidado! É ultra-recomendado você estar relativamente forte antes de enfrentá-los! O mais recomendado é um pouco antes de embarcar na Arca de Yamato e bem treinado para não suar muito. No geral, use e abuse da Cherry Bomb e da Veil of Mist para retardá-los e impedir golpes mais poderosos.O 1º round é composto de 4 dos 5 Kusa 5 (Rei, Shin, Chi e Ko), todos ao mesmo tempo. Só fique atento pra quando eles uivarem e seus símbolos brilharem: nessa hora eles ficam invencíveis temporariamente! Ataque-os sempre que aparecer uma brecha.O 2º round é composto pelos cães que se recusaram a voltar para o Gale Shrine por algum motivo (Gi, Jin e Chu). Neles, apenas tomem cuidado com seus golpes sujos! Fora isso, é a mesma estratégia dos cães do 1º round.O 3º Round é com o Kusa 5 remanescente: Tei. E aqui que a coisa complica! Ele é como todos do 1º round, porém mais rápido e forte!
Se estiver tendo dificuldades, veja o vídeo a seguir:

Serpent Breath :silver: [topo]
Defeat Orochi.

Virá com o decorrer da história. 

Seu quarto chefão e o grande vilão…da primeira parte do game!
O seu ponto fraco é o sino que fica no seu corpo central, mas ao inicial a luta Orochi está com uma barreira impenetrável, o que fazer? Dê um golpe qualquer para fazer uma cena acontecer. Depois, você poderá atordoar as cabeças dando o Saquê da Purificação toda a vez que uma das cabeças rugir! Atordoe entre 3 ou 4 cabeças para fazer esse primeiro Orochi cair duro no chão, suba nele e ataque sem dó seu sino! Isso o colocará em chamas e as cabeças, sem proteção, apenas repita o processo, mas dessa vez desferindo o golpe em cada uma das cabeças até nocauteá-las. O troféu virá na cena em que Waka está conversando com uma certa mulher da Capital…Você vai lutar com Orochi até cansar: umas três vezes até terminar o jogo, sendo as duas últimas sua forma verdadeira: mais durona e requerendo deixar bêbadas todas as 8 cabeças. É saquê que não acaba mais!Caso esteja tendo dificuldades em vencê-lo, veja esse vídeo:
Fox-Headed Wench :silver: [topo]
Defeat Ninetails.

Virá com o decorrer da história.

Ninetails (ou Kyuubi para os puritanos) é o seu sétimo chefão.É impressionante como ele é similar a Amaterasu, possuindo até mesmo seu próprio Celestial Brush! Hora ou outra ele pode tentar impedir você de usar seu próprio Celestial Brush, então seja rápido!Você deve atacá-lo quando ele erguer sua espada elétrica para o céu. Use o Celestial Brush para fazer um relâmpago atingir a espada e ele fica eletrocutado. Ele se dividirá em 9 pequenas raposas e você deve eliminar cada uma. Você não conseguira matar todas de uma só vez, mas quando ele se recompor, terá seu número de caudas diminuídas.Caso esteja tendo dificuldades em derrotá-lo, veja esse vídeo:

The Dark Lord :silver: [topo]
Defeat Yami.

Virá com o decorrer da história.

O décimo e último chefão do jogo! Yami tem três formas, apesar disso possui um único ponto fraco, sua esfera central que é o Yami em si, que fica protegido por uma esfera maior e serve como uma carapaça. Dependendo do formato que a esfera maior tomar, a batalha mudará e suas estratégias também. Boa parte delas são situações de puzzles que você já passou.
Caso esteja tendo dificuldades em derrotá-lo, veja os vídeos:
Sniff ‘Em Out :silver: [topo]
Defeat all monsters on the Wanted List.

Mate todos os monstros procurados.

No decorrer do jogo você verá um casebre próximo a entrada da Moon Cave, nele um homem lhe dará uma lista de monstros que roubaram artefatos sagrados (ou só importantes), são monstros especiais que só surgem a noite e o jogo avisa quando achares um dos procurados.

  • Shinshu Fields – No mini-templo ao lado da Moon Cave. O monge (chamado de Mika) que reside neste templo lhe dará uma lista, que contêm uma lista de 5 Red Imps, que deverão ser caçados em Shinshu Fields (vide o mapa no fim da dica, para saber a localização exata de cada um).
  • Kusa Village – No hotel, próximo à entrada da cidade. Entre no hotel, suba as escadas e bata na porta ao fundo do corredor do meio. Uma mulher brigará por causa da intromissão. Simplesmente saia do hotel e volte. Haruka vai estar num dos quartos do segundo andar e lhe dará a segunda lista, que contêm 5 Dead Fishs que deverão ser procurados em Taka Pass.
  • Sei-an City (Commoners’ Quarter) – Vá de noite ao restaurante (na região norte da parte da plebe) e fale com o homem bêbado, chamado de Masu. Você roubará Ele lhe dará uma lista com 5 Thunder Ears, que deverão ser caçados em Ryoshima Coast.
  • Kamui – Em uma casa próximo ao lago congelado, que fica na parte central do mapa, Wali lhe entregará uma lista com 5 Igloo Turtle, que deverão ser caçados em Kamui.

Como são diversas listas e cada monstro surge em locais específicos, segue o link para o mapa da localização de todos os monstros:

Imagem Postada
Out of the Gate Swinging :silver: [topo]
Defeat all enemies at all three Devil Gate trial caves.

Na busca por 3 Stray Beads específicos, você precisará entrar em 3 buracos de aranha-ladras que, ao serem derrotadas farão surgir um Devil Gate na área da luta. Vencendo-o, outro surgirá, e assim vai. Esses buracos são compostos por 10 Devil Gates, um mais difícil que o outro. Quem já jogou Zelda e se lembra dos 50 andares de combates ou os Bloody Palace de algum Devil May Cry da vida, sabe muito bem o que vai encontrar).

Os buracos estão em Ryoshima CoastNorth of Ryoshima Coat e em Kamui.
Para você não se descabelar, esteja com Amaterasu maximizada, seus melhores equipamentos e munido de itens de cura, porém, recomenda-se reservar os itens de cura para os últimos rounds. Acredite, ainda vai me agradecer por isso.

Caso se sinta perdido, siga os vídeos abaixo:

1º buraco:


2º Buraco:

3ºBuraco:

Agora uma breve estratégias para os três últimos rounds, porque esses merecem uma atenção dobrada:
Todas esses três últimos round são inimigos humanos (Evil Raos, Wakas e Nagis), ou seja, lançam projéteis constantemente. Sempre rebata-os quando possível, quando não, corra em volta. É imperativo usar o Veil of Mist assim que ver uma brecha e ataque. Fora isso, as estratégias solo de cada um vale, apenas fique atento o que o outro inimigo vai fazer, para não tomar dano de graça. Já que o 8º Round consta 2 Evil Raos e 2 Wakas, o 9º com uma Rao a mais do que o anterior (totalizando 3 Raos e 2 Wakas) e o último com três Nagis, é recomendável sempre se focar em apenas um, na intenção de ir logo eliminando e diminuindo o número de inimigos, para facilitar os rounds. Na hora do aperto, use seus itens!

Yomigami :bronze: [topo]
Learn how to use Rejuvenation.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Yomigami (o dragão).

Tachigami :bronze: [topo]
Learn how to use Power Slash.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Tachigami (o rato).

A Village for a Peach :bronze: [topo]
Return Kamiki Village back to normal.

Virá com o decorrer da história.

Ao fazer o sol nascer em Kamiki e depois de salvar o Mr. Orange, o troféu virá depois da luta.
Descending Descendant :bronze: [topo]
Meet Susano.

Virá com o decorrer da história.

Um pouco depois de restaurar a vila, você terá que ir na casa de Susano para que ele abra o caminho para fora da Vila.
Sakigami :bronze: [topo]
Learn how to use Bloom.

Virá com o decorrer da história.  Quando você aprender a técnica de pincel com Sakigami (um dos macacos).

Enemy in the Gates :bronze: [topo]
Defeat enemies inside of a Devil Gate.

Derrote os inimigos de dentro de um Devil Gate pela primeira vez.

Imagem Postada

Você pode enfrentar dois tipo de lutas nos campos de Okami: Aquele em que os inimigos são aqueles pergaminhos ambulantes e que é só um round, ou pelo Demon Gates, que são vários rounds de diversos inimigos. Apesar de aparecer complicado, os rounds não são muitos. Basta achar um desses em Shinshun Field, entrar e vencer que o troféu vem.

Bakugami :bronze: [topo]
Learn how to use Cherry Bomb.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Bakugami (o Javali).

Hasugami :bronze: [topo]
Learn how to use Water Lily.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Hasugami (um dos macacos).

Let’s Rock, Baby! :bronze: [topo]
Fight Waka.

Virá com o decorrer da história.

Será seu primeiro chefão. Quando você chegar em Agata Forest, entrar na caverna para pegar umas coisas e ir para o centro da Floresta, Waka aparecerá, se apresentará e lutará com você! Desvie bastante e quando ele lançar uns projéteis, use o Power Slash para rebater contra ele. O troféu virá depois da luta.
Caso esteja tendo dificuldades para vencê-lo, veja esse vídeo:
Essa frase é dita por Dante no primeiro Devil May Cry, uma pequena referência deixada pela criador de Okami, que também criou o primeiro DMC. Mas não para por aí: no seu segundo confronto ele solta a frase “Just go for it!” frase usada por Silva, namorada de Joe em Viewtiful Joe, também criação de Kamiya.
Tsutagami :bronze: [topo]
Learn how to use Vine.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Tsutagami (um dos macacos).

Big Ol’ Flower :bronze: [topo]
Exterminate the Spider Queen.

Virá com o decorrer da história.

Será seu segundo chefão. Nos confins de Tsuta Ruins, que fica em Agata Forest.O jeito de derrotá-la e atacar os olhos que ficam dentro do seu bulbo (!!!). Para isso, você precisa abri-lo, usando seu poder das Vinhas para fazer as flores voadoras se prenderem nos ganchos (!!)Caso esteja tendo dificuldades em vencê-la, veja esse vídeo:
Imp Exorcist :bronze: [topo]
Defeat the imps that possessed Princess Fuse.

Virá com o decorrer da história.

Ao chegar em Kusa Village, que estará amaldiçoada, vá subindo o morro até encontrar a princesa possuída pelos imps, vença-os (mesmo sem o Celestial Brush, não é tão difícil) que o troféu virá.
Nuregami :bronze: [topo]
Learn how to use Watersprout.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Nuregami (a serpente).

Yumigami :bronze: [topo]
Learn how to use Crescent.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Yumigami (a lebre).

Kazegami :bronze: [topo]
Learn how to use Galestorm.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Kazegami (o cavalo).

One Mean Dude :bronze: [topo]
Defeat the Crimson Helm.

Virá com o decorrer da história.

Será seu terceiro chefão. Nos confins de Gale Shrine ele irá aparecer, é um chefe que exige atenção quanto ao golpe usar e esquivar no tempo certo.
Caso esteja tendo dificuldades em vencê-lo, veja esse vídeo:
To the Moon, Ammy! :bronze: [topo]
Enter the Moon Cave.

Virá com o decorrer da história. Quando você chegar na Moon Cave, o troféu aparecerá.

Moegami :bronze: [topo]
Learn how to use Inferno.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Moegami (a fênix…que mais parece um galo).

No Furball on the Menu :bronze: [topo]
Make your way to shore without being swallowed by the Water Dragon.

Esse troféu pode ser perdido!

Em Ryoshima Coast, após sair do navio encalhado, o Dragão d’Água (Water Dragon) começará a lhe perseguir. Você não pode ser pego e nadar nem sempre é a melhor opção. Tenha o estoque de tinta considerável (caso qualquer coisa, use o Infinity Stone para ter tinta infinita tempo o suficiente para sair do mar), crie uma vitória-régia e comece a ventar em direção a praia. Quando chegar lá, o troféu virá logo em seguida.Dica do Maath_Kun: Quando o dragão estiver muito próximo de você e sentir que ele vai te pegar, passe um dia (uma noite e fazer dia de novo), o Water Dragon parará de lhe perseguir. Ele continuará no mar de Ryoshima, mas não está mais lhe seguindo como antes, o que te deixa com mais tempo até chegar até a praia. Porém, só passe o dia depois de fugir um pouco, porque se você fizer isso assim que tomar o controle da Ammy, você estará na área proibida, o que fará com que ele te pegue na hora! Eu mesmo fiz esse macete e funciona!
Kasugami :bronze: [topo]
Learn how to use Veil of Mist.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Kasugami (a ovelha).

Dominate the Indomitable :bronze: [topo]
Defeat Blight.

Virá com o decorrer da história.

Seu quinto chefão. Quando estiver em Imperial Palace, encolhido para entrar dentro do corpo do imperador e expurgar o mal que está deixando-o assim, você enfrentará Blight. Seu único ponto fraco é uma das espadas que brilha diferente das outras. A única forma de pegá-lo de guarda baixa é usando Mist quando ele estiver avançando para cima de você. Cuidado com os golpes onde ele se multiplica ou lança diversas espadas em cima de você!
Caso esteja tendo dificuldades em vencê-lo, veja esse vídeo:
Kabegami :bronze: [topo]
Learn how to use Catwalk.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Kabegami (o gato).

Dragonian Dilemma :bronze: [topo]
Meet Otohime.

Virá com o decorrer da história.

Ao chegar em Dragon Palace, simplesmente entre no elevador do segundo andar e se encontre com Otohime.
Fox-Face :bronze: [topo]
Defeat Evil Rao.

Virá com o decorrer da história.

Se lembra de Rao, a mulher que fazia Issun ter seus melhores sonhos? Pois bem, ela se revelará ser uma entidade controlada pela Raposa de Nove-Caudas, sendo assim o sexto chefão! D: Ela é rápida e com muitos golpes de projéteis. ataque quando achar uma brecha.
Caso esteja tendo dificuldades em vencê-lo, veja esse vídeo:
Gekigami :bronze: [topo]
Learn how to use Thunderstorm.

Virá com o decorrer da história.Quando você aprender a técnica de pincel com Gekigami (o tigre).

RIP Tobi :bronze: [topo]
Win the final race against Tobi.

Virá com o decorrer da história….*sniff*

Vença a última corrida contra Tobi, o pequeno ser aprisionado nesse selo de papel. ele te desafiará a correr três vezes por diversos percursos pela Oni Island, cheia de armadilhas e contra-tempos. Você precisa ficar na cola dele e, mais, precisa PASSAR dele para vencer as corridas. Depois de vencer a última corrida, além de ganhar o troféu, Tobi perderá sua vida. :'(
Caso esteja tendo dificuldades em vencê-los nas corridas, veja o vídeo:
True Serpent Breath :bronze: [topo]
Defeat True Orochi.

Virá com o decorrer da história.

Seu oitavo chefão. Se lembra que Orochi parecia um bagaço de tão fraco que parecia? Pois é, depois de uma revira-volta muito doida, você vai voltar no tempo (!) e enfrentar o Orochi original de 100 anos atrás, em toda sua glória e poder! (!!!) Apesar disso, a estratégia não mudou, nem ficou mais forte…basicamente você enfrentará o mesmo chefão de novo! Imagem Postada
Caso esteja tendo dificuldades em enfrentá-lo, veja esse vídeo:
Itegami :bronze: [topo]
Learn how to use Blizzard.

Virá com o decorrer da história. Quando você aprender a técnica de pincel com Itegami (o boi).

Twin Birdbrains :bronze: [topo]
Defeat the twin demons, Lechku and Nechku.

Virá com o decorrer da história.

Seu nono chefão. Em Wawku Shrine, uma torre localizada ao norte da Ark of Yamato, você irá subindo até chegar no topo, onde encontrará um dos demônios-cavalehiros-relôgios-mecânicos. Para sua surpresa, Shiranui lhe ajudará, o que praticamente deixa a batalha dada!!! Ele, só por trollagem, voará para a outra torre, o que lhe fará ir todo caminho até lá e enfrentar ele e seu irmão gêmeo! Eles jogam coisas em cima de você, que podem ser rebatidas com o Power Slash, Bloom, Thunderstom ou Inferno, dependendo do objeto jogado. Quando uma das corujas cair, se tornará muito mais fácil vencer a outra.
Caso esteja tendo dificuldades em derrotá-los, veja o vídeo:
Sayonara :bronze: [topo]
Board the Ark of Yamato.

Virá com o decorrer da história.

Ark of Yamato é a última dungeon de Okami. Só entre lá se realmente for para terminar o game!Ao entrar, não vai haver retorno e você não poderá pegar nenhuma Star Breads, itens ou demon gates até vencer o chefão final. Mas não se preocupe, como toda boa fase final, o jogo te pergunta se realmente já quer entrar nela. Ao concordar, o troféu virá e uma das cenas mais tocantes…*sniff*
Grab Life by the Leash :bronze: [topo]
Increase your Solar Energy, Ink Pot, and Astral Pouch levels to maximum capacity.

Engraçado esse troféu ser de bronze…talvez porque não lhe exige nada específico, mas você vai demorar um pouco para consegui-lo.
Eleve ao máximo seus status de Solar Energy, Tinta, Astral Pouch e Purse (a carteira de dinheiro). Toda vez que você ganha “praise” (Preces, energia espiritual das pessoas…), que você ganha ao ajudar alguém, restaurar áreas, derrotar chefes…enfim, algo como ganhar a crença das pessoas. Isso pode levar um tempo, mas não se preocupe com este troféu. Apenas faça os upgrades sempre que possível.

No More Fish in the Sea :bronze: [topo]
Complete your Fish Tome.

Complete o catálogo de peixes pescados.
Há 4 lugares distintos onde você (com ajuda de Kokari) poderá pescá-los: Agata Forest*, Sei-an A.Q., região Norte de Ryoshima e Kamui, com 43 peixes ao total. É recomendável pescar e fazer um chain de pescadas, assim peixes maiores e mais raros darão as caras.
São 43 peixes ao todo,
Segue o checklist postado no Roadmap, basta ir na aba “Peixes”: http://tinyurl.com/okamihdlistaBR

*:

Você deve ter percebido, depois de progredir um pouco na história, que o ponto de pesca em Agata não existe mais, pois Kokari se mudou para Kamui. Mas isso não torna nenhum peixe perdível! Em Sei-An, com outro pescador, você encontra todos os peixes de lá, mais os de Agata Forest!
Have Guides Will Travel :bronze: [topo]
Complete your Travel Guide.

Travel Guide (Guia de Viagem) é composto pelos Travel Log, que em suma são resumos da história que você vivenciou, golpes aprendidos, tutoriais desenhados, ou informações sobre regiões, povos, crenças, etc. A maioria você libera jogando normalmente, outros requerem uma vasculhada maior, mas nada que necessite muita busca.
Quando perto do final você sentir falta de determinados items, consulte o check-list, na aba “Travel Guide”! http://tinyurl.com/okamihdlistaBR

Give a Dog All the Bones :bronze: [topo]
Complete your Treasure Tome.

O Treasure Tome é o catálogo de todos os tesouros que você encontra em sua aventura.

São 36 tesouros a serem encontrados. Por sorte, nenhum deles é passivo de ser perdido. Nem é necessário segurar eles, desde que estejam catalogados, você pode vendê-los a vontade.

Segue o checklist postado no Roadmap, basta ir na aba “Tesouros” : http://tinyurl.com/okamihdlistaBR
Nele consta os tesouros considerados raros e únicos, somando um total de 23. Os demais você encontra no decorrer do jogo de forma natural.

All Creatures Great and Small :bronze: [topo]
Complete your Animal Tome.

Para completar o Tome, você precisa alimentar cada tipo de animal encontrado no jogo. São 20 animais diferentes, variando de mamíferos, repteis, aves, etc… Eles ficarão agradecidos e você receberá Praises. Você saberá que já tem tal animal no seu tome quando, ao se aproximar dele, ficar com corações em cima da sua cabeça.
A boa notícia é que o troféu não exige 100% no catálogo, basta você ter alimentado pelo menos um animal/bando para ele constar no Tome.
Lembrando que cada animal come uma coisa diferente, então é recomendável sempre ter um estoque de comida variadas antes de partirp ara uma viagem. Por exemplo, carnívoros comem carne, cavalos e animais pequenos comem verduras e pássaros e macacos comem sementes.
Segue o checklist postado no Roadmap, basta ir na aba “Animais” (é a primeira, assim que abre): http://tinyurl.com/okamihdlistaBR

Teach an Old Dog New Tricks :bronze: [topo]
Learn all god techniques to fill up your Technique Scroll.

Aprenda todas as técnicas para preencher seu Pergaminho de Técnicas

Se refere a todas as técnicas aprendidas no Dojo, muitas delas você usará e abusará nos combates, como a evasiva e o aumento no número de combos. Porém, para obter o troféu, é preciso aprender todas as técnicas, o que vai lhe custar um boom dinheiro.
Segue em spoiler a lista das técnicas aprendidas em cada dojo e seus respectivos preços.
Lembrando que você vai desenbolsar algo em torno de…2 milhões e meio de Ienes! Minha sugestão é que vá comprando conforme der na telha, quando estiver pertinho do final, lute bastante em Kamui, coma muito (porque quando se come frutas e você tá com os Astral Pouch cheios, eles dão dinheiro!), e vá nos Demon Gates que rendem uma boa grana.

    Shinshu Field

  • Fleetfoot: 10.000 Yen
  • 4 Winds: 5.000 Yen
  • Spirit Storm: 7.000 Yen
  • Golden Fury: 100.000 Yen
    Ryoshima Coast

  • Holy Eagle: 20.000 Yen
  • Digging Champ: 30.000 Yen
  • Wailing Mirror: 40.000 Yen
  • 5 Winds: 20.000 Yen
  • Spirit Armageddon: 30.000 Yen
  • 3 Shears: 40.000 Yen
  • Brown Rage: 2.000.000 Yen
    Kamui

  • Hardhead: 10.000 Yen
  • Counter Dodge: 30.000 Yen
  • Holy Falcon: 30.000 Yen
  • Bead String: 50.000 Yen
  • Sword Dance: 60.000 Yen
  • 4 Shears,: 50.000 Yen
From Imps to Demons :bronze: [topo]
Complete your Bestiary.

Esse troféu pode ser perdido!

Basta você ter encontrado todos os inimigos do jogo. São (prepare-se) 71 inimigos, desde imps fraquinhos a chefões! Logo, pode perceber que o troféu só realmente virá depois da luta do chefão final, pois ele consta como monstro no bestiário. Boa parte você encontra jogando normalmente, mas há chefões secretos e os inimigos procurados também contam. Assim como os Beads, se terminares o jogo sem ter pego todos, não há problema, mas vais ter que andar o jogo todo até chegar na parte para poder encontrá-los.

Se quiser completar seu bestiário em uma jogada fique atento a dois inimigos, sendo um deles só aparece em uma área e nunca mais: Fire Doom Mirror e Clay Fyer

Fire Doom Mirror: fica na sala do Imperador, quando Amaterasu e Issun o visitam em tamanho de um polegar. Lá mesmo pelo chão você verá pergaminhos. Fique entrando até encontrar o dito cujo, mas faça isso antes de entrar no corpo do imperador.Clay Fyer: Não é exatamente perdível, pois você o reencontrará dentro da Arca de Yamato, mas caso não queira esperar até lá, quando você for dentro do Spirit Gate, em Shinshu Field, perambule por lá até encontrá-lo.

Segue o checklist postado no Roadmap, basta ir na aba “Inimigos” . Lá terá não só onde você os encontra como descrição e estratégias para os chefões.
Lembrando, obviamente, que terá spoilers: http://tinyurl.com/okamihdlistaBR

Lupine and Divine :bronze: [topo]
Earn a Cherry Tree rank for each item in the Results screen.

Esse, ao contrário do troféu de ouro, se refere a tela de resultado de uma batalha. ele considera tempo e dano que a Amaterasu levou, mais o Bonus, que se refere a quão bem você luta.

Dog Eat Dog :bronze: [topo]
Beat Hayabusa’s turnip-digging record.

Em Kamiki Village, Mushi desafia Amaterasu a superar o recorde de seu cão, Hayabusa, de remover as tulipas da plantação da mãe dele.

O recorde do dito-cujo são 9 tulipas, logo, precisas cavar 10 tulipas, logo…precisas tirar todas as tulipas da plantação!
A única complicação é a mãe do Mushi, se ela te dar uma surra, o mini-game para, mas contra ela basta sujá-la de tinta celestial (passe o Celestial Brush sobre ela para ficar toda preta), toda vez que ela partir pra cima da Ammy. O mini-game começa assim que cavares a primeira Tulipa!
Ao escavar a 10ª, verá que ela terá um formato diferente. O troféu virá quando você entregar essa tulipa rosada pro Mushi.
O videozinho, só pra você não se sentir perdido:

 
Diggin’ It :bronze: [topo]
Complete five digging mini games.

Faça todos os mini-games de escavação.

Ao longo de todo jogo, há 5 desses mini-games, dos quais 3 são obrigatórios e 2 são opcionais (Um em Taka Pass, falando com Bingo e outro em Dragon Palace, lá na parte da fonte termal).
Esses mini-games consistem em descer em uma tela 2D com Ammy guiando alguma pessoa que busca algo no fundo da terra. Há diversos empecilhos que atrapalham seu caminho até o fundo: pedras mais resistentes, pedras inquebráveis, espinhos, poças d’água e sem falar que tens um limite de tempo para levar o sujeito que te acompanha até o fundo e te indicar onde se deve cavar.

Se estiver com dificuldades, veja esses vídeos, na ordem que podem ser feitos:

Eat My Flower Trail :bronze: [topo]
Win the race against Ida and Hayate.

Ida e Hayate são entregadores que desafiam Amaterasu para aquela corrida™!
Mas os dois são só uma dupla de presepeiros! Não correm nada comparada com a Kai (só ver no troféu abaixo).
Ida fica em Shinshun Field e Hayate em Ryoshima Coast. Ambos são muito fáceis, ainda sim é preciso vencê-los 3 vezes cada um, para receber todos os seus prêmios. Ainda sim, são molezas, só vocês verem nesses vídeos aqui:

Dog Gone Fast :bronze: [topo]
Win the race against Kai.
Kai é uma Oina com máscara de veado, amigaça do Issun e considerada a mais veloz na vila de Wep’keer.
Num dado momento da história, ela irá conduzir Amaterasu pela densa floresta de Yoshpet, mas tudo em forma de corrida! E é a corrida mais escrota de todo jogo! Independente do vencedor, você chegará lá seguindo-a, mas você pode sempre repetir a corrida para tanto florescer as arvores, como para estudar o melhor caminho. Em todo caso, siga esse vídeo para ter uma noção de como vencê-la.

Imagem Postada

Dicas de exploração e combate

Exploração

  • Quando você chegar em uma nova área e após purificá-la, ande por cada metro quadrado possível! Haverá partes que exigem que você saiba uma técnica celestial ainda não aprendida, mas no que puder explorar, explore. Abra baús, enfrente todos os monstros para ganhar dinheiro, Vença Demon Gates para purificar ainda mais a área… enfim, ande, lute e fale com todos.
  • Ao ver uma cerejeira sem folhas, use a técnica celestial Bloom (é só desenhar um círculo na copa da árvore) para fazê-la florescer e ganhar Praises. Além de deixar a área mais bonita, as dezenas de árvores contam Praises importantes para elevar o nível de Ammy.
  • Cave onde puder. Eles revelam baús ou passagens secretas. Há locais que Ammy não poderá cavar de primeira por ser em solo muito duro. Mas basta ir no dojo, pagar para aprender os upgrates e sair cavando!
  • Achou um vendedor e tem dinheiro sobrando? Compre comida para dar para os animais! Eu sempre deixava um estoque de 10 sacos de cada comida quando começava a receber bastante dinheiro. É importante, sim, se estocar com itens de cura, mas você vai perceber que vai usar muito pouco ao longo do jogo (somente, talvez, nos boss battle e nos Demon Gates Trials). É mais importante sempre ter comida para dar para os animais porque assim você sempre poderá alimentar um novo grupo de animais que aparecer no seu caminho!

Combate
Você sempre poderá entrar em combates quando quiser, ao ver pergaminhos flutuantes pelo campo. A cor indica o nível de dificuldade, verde, por exemplo, são inimigos fáceis, vermelho são inimigos fortes, amarelo são inimigos mais fortes ainda e roxos são inimigos que exigem uma técnica celestial específica para serem derrotados da melhor forma.

No jogo há três tipos de armas, chamados de Instrumentos Divinos (Divine Instruments): Refletores (Reflectors)Rosários (Rosaries) e Espadas (Glaives). Vamos explicar cada um:

Reflector (Refletor)

Imagem Postada
O Refletor será sua primeira arma. De curto alcance e de poucos combos. Para realizá-los é ainda preciso um timming certo quanto a movimentação da Ammy. Pessoalmente eu os achei mais complicados de se usar. Como arma secundária funcionam como um escudo de contra-ataque que, quando um inimigo bate na Amaterasu com o escudo levantado, ela contra-ataca de forma extremamente linda! Vale a pena conferir. Segue a lista de cada um dos Refletores encontrados:

  • Divine Retribution: Sua primeira arma. Dada por Sakuya para reviver Amaterasu nos dias de hoje.
  • Snarling Beast: Você a ganha quando derrota a Rainha Aranha. Possui uma marca de uma fera e com o poder de atirar projéteis de tinta. É 50% mais forte do que o Divine Retribution.
  • Infinity Judge: Você pode comprar esse refletor na Kusa Village, no mercador de na Moon Cave, no de Oni Island, depois de Kusda Village. Marcado com a marca do infinito, capaz de julgar o mal. É 2.3x mais forte do que o Divine Retribution.
  • Trinity Mirror: Compre no mercador de Sei’an City, após vencer Ninetails. Possui as marcas da Sabedoria, Fé e Poder, capaz de esmagar o mal. É 5.2x mais forte do que o Divine Retribution.
  • Solar Flare: Você a consegue logo após aprender a técnica da nevasca com Itegami, em Wawku Shrine, ou seja, ao aprender todas as técnicas dos 13 deuses, Amaterasu recupera seu Refletor que usava quando era Shiranui. É 11x mais forte que o Divine Retribuition e, quando benzido com o Gold Dust, fica até 15.4x mais forte. De longe, a arma mais forte do jogo, além de ser elementar ao elemento fogo, bastando fazer uma corrente entre o refletor e o que atingir.

Rosary (Rosário)

Imagem Postada
Você encontra pela primeira vez em um baú em Agata Forest, bem em frente ao árvore grande a ser florescida e é, na minha opinião, minha arma predileta. Basta você apertar freneticamente o botão de ataque para desferir combos alucinantes, deixando o inimigo com pouca reação! De fato seu dano é reduzido em relação aos outros, mas é uma arma de longo alcance, rápida e sempre acerta o inimigo a sua frente! Como arma secundária ela apenas atira projéteis do rosário. Os rosários obtidos no jogo são:

  • Devoult Beads: Seu primeiro rosário, depois de recuperar a área de Agata Forest, o troféu aparecerá bem na frente de Guardian Sapling.
  • Life Beads: Você a ganha quando derrota o Crimsom Helm. É um rosário feito a base de energia vital pura. É 50% mais forte do que o Devoult Beads.
  • Exorcism Beads: Você a ganha quando derrota Blight. Um rosário purificado com o poder de raios sagrados. É 2.1x mais forte do que o Devoult Beads.
  • Ressurection Beads: Com o mercador de Wep’keer, ou naquele encontrado do outro lado do Spirit Gate. É 3.4x mais forte do que o Devoult Beads.
  • Tundra Beads: Seu último rosário, depois de derrotar Lechku e Nechku, poderá ser comprado com um mercador em Sei’an City, ou dentro da Arca de Yamato. É 5x mais forte que o Devoult Beads e, quando benzido com o Gold Dust, fica até 7x mais forte. É elementar ao gelo.

Glaive (Espada)

Imagem Postada
Você obtém pela primeira vez ao derrotar Orochi. Similar ao refletor, você precisa acertar o timming para realizar os combos. Ao contrário do Refletor, seu alcance é um pouco maior e é possível carregar um golpe para deixá-lo mais poderoso, segurando o :square:. Como arma secundária, Amaterasu faz uma investida com uma estocada. Se usada no ar, Amaterasu sai voando feito um míssil em direção ao inimigo! Eis as espadas do jogo:

  • Tsumugari: Sua primeira espada é ninguém menos do que a espada sagrada de Nagi renascida nos dias de hoje. Você a consegue após derrotar Orochi revivido.
  • Seven Strike: Você a pode comprar com o mercador de Sei’an City, ou com o de Oni Island. Uma espada que pode se dividir em sete partes. Dá o poder de lançar projéteis de tinta. É 2.2x mais forte do que Tsumugari.
  • Blade of Kusanagi: Você a ganha quando derrota Ninetails, totalmente feita de Jade. É 3.5x mais forte do que Tsumugari.
  • Eighth Wonder: Com o mercador de Ponc’tan, ou naquele encontrado do outro lado do Spirit Gate. Assim como o Sete Golpes, possui o poder dos projéteis de tinta. É 5,3x mais forte do que Tsumugari.
  • Thunder Edge: Sua última espada, você a recebe depois de derrotar Orochi de 100 anos atrás, dizem que tem o espírito do trovão dentro dela. É 8x mais forte que Tsumugari e, quando benzido com o Gold Dust, fica até 10x mais forte. É elementar ao relâmpago.

Vale lembrar que existem cinco armas de cada tipo, totalizando 15, sendo a última de cada uma é, além da mais poderosa, é elementar! Infelizmente, no New Game +, elas não vem, precisando serem pegas novamente mais a frente no jogo.

Mais algumas dicas:

  • Sempre que possível, use o Gold Dust para aprimorar suas armas, mas use com moderação! Esse item é bem difícil de se conseguir, mas existe o suficiente para todas as 15.
  • Minha escolha de armas são: Rosário como primária e Espada como secundária. Formam combos rápidos e precisos, mas caso se sinta mais ocnfortável com outras variações, sinta-se a vontade para usa-la.
  • Sempre elimine os inimigos mais fracos primeiros e se esquive dos mais fortes, quando esses abrirem uma brecha, ataque-os sem dó!
  • É possível usar suas técnicas celestiais durante os combates, alguns são até obrigatórios para vencer certos tipos de monstros. Portanto, fique atento quanto ao símbolo que aparecer durante os combates.
  • Quando a energia de um inimigo cair para zero, ele vai pairar no ar e ficar em câmera lenta. Nessa hora, use alguma técninca celestial de dano (a técnica em si depende do inimigo, mas sempre é a técnica-chave que é seu ponto fraco. Por exemplo, monstros-roda de Gelo que derretem e ficam vulneráveis quando usado o Inferno, ao flutuarem no ar, use de novo Inferno e ele soltará 3 Demon Fangs de uma vez!), isso o fará soltar uma Demon Fang, importantíssima para comprar certos items em vendedores específicos. Apesar de minha recomendação é segurar até ter o número mínimo para ganhar uma árvore florida na tela de resultado do jogo.
  • Ao realizar um certo número de combo, no canto da tela aparecerá um desenho da Amaterasu em volta de um círculo vermelho, amarelo ou verde. Isso é uma aura protetora que anulará qualquer golpe que Ammy receber! Mas cuidado! Ao ser batido, você diminui um nível dessa barreira ou, se estiver no vermelho, ela sumirá, deixando Amaterasu exposta a qualquer ataque!

“Nossa história começa no Pacífico Vilarejo de Kamiki, conhecido por toda região de Nippon por suas belas cerejeiras e paz sem fim. Apesar de aparentar ser um paraíso na terra, o vilarejo carregava um triste segredo. Todos os anos, o impiedoso monstro Orochi, de corpo monumental e dodado de oito cabeças de serpentes, exigia desse pobre povo um sacríficio para satisfazer sua fome e para não destruir toda a aldeia.

Nesse tempo, uma loba de pelugem branca como a neve vazia ronda pela vila, possivelmente fazendo guarda durante a noite. Graças a suas características, os moradores a apelidaram de Shiranui (Shira=branco, nui=cachorro). Dada a ameaça de Orochi, os moradores acreditavam que se tratava de um parente ou subordinado de Orochi, por iss viam sua companhia com desprezo.
O espachim mais habilidoso da vila, Nagi, dada sua insatisfação pela loba, constantemente a desafiava para duelar, mas nada que de fato impressionasse e muito menos afugentasse a loba.

Em certo ano, Orochi lançou sua flecha na casa da virgem que serviria para seu sacrífio. Dessa vez a escolhida fora Nami, a mais bela de toda Kamiki e com quem Nagi nutria um amor secreto. Enfurecido com o destino, ele jurou a si mesmo que Orochi não iria nunca mais atormentar seu vilarejo e nem aqueles a quem ama.

Indo na Caverna da Lua, covil de Orochi, Nagi lutou bravamente, apesar de seus esforços heróicos e sua espada não cosneguissem fazer u marranhão sequer na coraça dura como metal de Orochi.

De joelhos e prestes a dar-se pro vencido, uma loba se colocou entre Nagi e Orochi, aparentando estar defendo-o o enfraquecido espadachim. era Shiranui que trocava rugidos ameaçadores para Orochi. deu-se iniício a um confronto surreal, com Shiranui repelindo rajados de fogo de Orochi ao invocar vendavais divinos e proteger-se com árvores que protavam subtamente.
Mesmo lutando bravamente, o poder que envolvia Orochi não facilitava o combate. Dado momento, Shiranui parecia estar muito debiltiada e até a sangrar, ela não resistiria muito.

Como último ato no combate, ela despersou as nuvens negras do local e a lua crescentua replandecia, ao brilho, a espada de Nagi brilhava em ouro celestial. O espadachim tinha o poder de espurgar a fera de 8 cabeças para sempre. Com um manuseios inacreditável, ele cortava as cabeças de Orochi, uma-a-uma, como se fosse controlado como uma marionete. Ao fim de Orochi e Nagi resplandecendo em sua glória, Shiranui sucunbia a seus ferimentos.

Levada novamente a vila, o ancião segurou sua cabeça, enquanto ela soltava um latido surdo, pedecendo logo em seguida.
Em adoração e em homenagem ao sacrifício prestado pela loba erroneamente julgada pelos moradores de Kamiki no início, eles montarem uma estátua em sua homenagem, bem como uma para Nag por seu feito heróico. Kamiki nunca mais teria a ameaça de Orochi por perto e, assim, viver uma paz sem fim…ao menos foram o que pensaram.


O Retorno de Orochi
100 anos se passaram desde os atos heróicos de Nagi e Shiranui trouxeram paz para aquelas terras. Dado esse tempo, as pessoas não se lembravam mais do ocorrido, salvo os mais velhos, mas esses já não falavam mais nisso. Susano, descedente direto do grande Nagi, com a fama de beberrento e preguiçoso, queria provar para si mesmo que toda a história que ouvirá era balela, que tudo que seu antepassado e uma loba branca fizeram eram apenas uma história para boi dormir. Para provar, ele foi sozinho para a Caverna da Lua, tirar a Tsumugari de onde Orochi fora morto e retirá-la de lá.

O problema é que nada era conto de fadas e a espada estava mesmo selando Orochi naquele lugar. Ao retirar, Orochi reviveu e com uma cólega acumulada de 100 anos, forte o bastante para espalhar as trevas por toda Nippon novamente, deixando Kamiki mais uma vez a beria do caos! Apesar da oferta dada a Orochi e de exigir que Susamo proclame Orochi como o grande governante daquele mundo, o pobre homem, amendrontado com o que sua tolice fez, apenas correu o mais rápido que podia, enquanto Orochi destruia a terra.Enquanto Kamiki se via em uma tempestade furiosa sem precedentes, o espírito guardião da vila, Sakuya, usou seus poderes remanescentes para invocar Amaterasu, criadora de tudo que é bom e mãe de todos, para resolver o problema vigente. Usando a Retribuição Divina, um refletor rapaz de banir o mal, Sakuya usa a estátua de Shiranui para reviver a mesma nos tempos de hoje.Sakuya rapidamente tenta explicar o caos que se alastra, mas seu tempo é curto. Antes de partir, Issun, auto-proclamado como ‘O Artista Errante’ surge das vestimentas de Sakuya, deixando Sakuya constrangida e Amaterasu, surpresa. O mesmo decide ajudar Amaterasu a corrigir a situação com seus conhecimentos a cerca dos Pinceis Celestias. Dada as introduções, Sakuya, por fim, pede para Amaterasu cortar o fruto rosado de sua árvore para restaurar Kamiki.

Dado o tempo que se passou, Amaterasu não possui mais o poder que tinha quando era Shiranui, visto que o tempo as pessoas começaram a se esquecer dela, e nem ao menos acreditam mais em sua existência. Precisando reaprender as técnicas c3lestial necessárias, ela entra no portal dentro da árvore de Sakuya para ir para um plano astral. Lá se encontra com dois espíritos dos pinceis: Yomigami, Espírito da Recriação, e Tachigami, Espírito do Corte. Com os poderes necessários, Amaterasu corta o fruto e Kamiki retorna a aparência de antes, mas não sua total normalidade.

Amaterasu e Issun, que agora resolveu seguir a aventura de Amaterasu na purificação de Nippon para aprender todas as técnicas celestiais, perceberam que os moradores estavam petrificados e que Kamiki estava mergulhada em uma escuridão sem fim. Ao chegarem no ponto mais alto para observarem melhor, Issun indagou Amaterasu que se o sol estivesse lá, talvez ajudasse eles a verem a gravidade do problema.

Sem hesitar, Amaterasu instintivamente desenha no céu e traz o dia em segundos! Issun fica perplexo a princípio, mas depois percebe que a própria Amaterasu era um dos espíritos celestiais, a Deusa do Sol era também o Espírito da Alvorada.

Com o sol iluminando a região, os moradores voltaram ao normal e o ancião da aldeia, senhor Orange, chega onde Amaterasu e Issun estão. Surpreso em ver uma loba tão similar à estátua de Shiranui (ele é um dos poucos que ainda se recorda da lenda de Nagi e Shiranui), de repente ambos são atacados por um grupo de Imps, que Amaterasu derrota sem maiores dificuldades.
Ao caminhar um pouco pela vida e conhecendo a vida de cada um, ambos resolvem tentar sair de lá para ver como está as áreas próximas, porém a saída do vilarejo estava bloqueado por uma enorme pedra. O vendedor que tentava tirá-la, suspirou e disse que talvez apenas Susano, descendente direto do grande Nagi, fosse capaz de tirar aquela pedra de lá.

Chegando na casa de Susano, Amaterasu e Issun somente encontram um homem tirando um cochilo e que dificilmente se levantaria de lá. Levado pela loba branca, Susano ouve a súplica do vendedor e apenas lhe pede um tempo para se aquecer e tirar aquela pedra. Entretanto, ao ver o que susano estava fazendo, Amaterasu viu apenas Susano desleixado no chão, dizendo que não iria tirar aquela pedra sem o incentivo certo.

Ao ouvir isso, Amaterasu foi até a casa de Kushi, uma jovem conhecida por todos em Kamiki pelo seu impecável saquê, consertou seu moinho e, em troca, deu a Amaterasu o seu famoso saquê. Dando a bebida para Susano, o mesmo se sentiu inspirado a treinar e a tirar a pedra do local. A todo momento auxiliado por Amaterasu e seu poder de Cortar até rocha, Susano foi rapaz de despedaçar a gigantesca pedra, um feito que deixou o prórpio Susano incrédulo. Como ninguém percebia a intervenção de Amaterasu, Susano acabou levando todo crédito.

Antes de sair de Kamiki, em direção aos Campos Shinshu, Sakuya reapareceu mais uma vez para pedir que Amaterasu despertasse os Guardiões das Mudas, que são as pequenas árvores sem folhas que sofreram com o despertar de Orochi. Para tal, Amaterasu precisaria ir até o Vale Hana e aprender a primeira técnica dos Hanagami, Espíritos Celestiais mestres na técnica envolvendo a vegetação, aqui, quem apareceu foi Sakigami, Espírito do Florescer. Aprendido a técnica de florescer, Amaterasu estava apita para reviver os Guardiões das Mudas em Shinshu e em Kamiki.
Imagem Postada

Como sugestão de Issun, Amaterasu anda um pouco pelo campo a fim de ver o que mudou nesses 100 anos, nisso ela visita a Caverna da Lua, onde supostamente Orochi fora morto e agora revivido. Além disso, ambos auxiliaram Tama, um pirotécnico especializado em fogos, tal feito despertou Bakugami, o Espírito de Poder Explosivo. Feita a exploração, ambos retornaram a Kamiki a fim de reviver os Guardiões das Mudas do vilarejo.
Imagem Postada

Revivendo todas as árvores de cerejeira, o senhor Orange sentiu que o momento era propício para realizar sua dança em referência ao espírito que protegia Kamiki. Servido do saquê do Valor, libertando-se temporariamente de sua temperança, ele dançou e, com auxílio dos poderes de Amaterasu, fez a árvore de Sakuya florescer por completo. Senhor Orange desmaia de cansaço, mas seus esforços deram frutos. Para deleite do Andarilho Errante, Sakuya estava totalmente revigorada e eternamente grata ao senhor Orange, mas principalmente a Amaterasu por sua boa vontade em atender seu pedido.
Imagem Postada

Ainda que revitalizada, Sakuya diz que só poderá ficar no vilarejo para protegê-lo e orar que Amaterasu e Issun obtenham sucesso em sua missão de expurgar o mal que se alastrou pro Nippon e pediu que revivesse os Guardiões das Mudas espalhados por Nippon. Antes que partissem, o segundo espírito dos Hanagami: Hasugami, que a ensina o poder de criar vitórias-régias em qualquer superfície líquida, desde que esta não esteja poluída.

Com ainda muito a fazer, Issun e Amaterasu, com mais um poder celestial aprendido, partem para a Floresta de Agata, onde encontram não apenas uma vidente anciã e um guardião que restaurou toda a floresta, como também um som de flauta.
Imagem Postada

Eis que se revela, na copa das árvores um homem, de vestes exuberantes, sotaque estrangeiro e com poderes fora do comum. Este se revela como o Mestre Tao Waka que, através de enigmas e metáforas, indaga os dois viagens quem foi o responsável por quebrar o selo que prendia Orochi e colocou uma gigantesca pedra para impedir a passagem na Caverna da Lua, ameaçando os dois para um combate. Transformando sua flauta em uma espada de luz, Waka partiu para cima de Amaterasu, que já se encontrava em posição de ataque.

Dado o fim do embate, Waka se explica melhor acerca da situação vigente, ao mesmo tempo que lamenta que tantos anos tenham deixado Amaterasu enfraquecida. O mesmo se despede, com uma profecia que Amaterasu e Issun iriam enfrentar, mostrando que Waka, além de um guerreiro impar e poderes sobre-humanos, consegue prever o futuro.

Tal aparição deixa Issun irritado, mas ambos prosseguem em sua missão. Nessa densa floresta os dois encontram um menino aos prantos. Este se chama Kokari e diz que perdeu seu cachorro nas Ruínas Tsuga, quando vasculharam por pura curiosidade. Atormentado pela culpa de ter fugido e deixado seu fiel amigo na morada de um monstro, o mesmo se via incapaz de ajudá-lo, viso que o portão para as ruínas encontrava-se fechado e ele, sem a chave para abrir. Em meios a tanto choro, Issun pediu que Amaterasu desse um empurrão para fazê-lo parar e, assim, dar um sermão no menino.

Ensinada a lição, Amaterasu e Issun o ajudaram a pescar, não por tensão, mas por puro divertimento. Nisso, eles acabam pescando um grande salmão, que tinha engolido a chave para as ruínas. Feliz por poder entrar nas ruínas e salvar seu cachorro, Kokari nem se deu conta quando Amaterasu toma para si a chave e vai em direção as ruínas salvar ela mesma o cão do menino. Não seria prudente deixar um garoto a mercê de tantos perigos daquele lugar.

Ao adentrar e purificar a água contaminada do local, Amaterasu faz ressurgir o último dos espíritos Hanagami: Tsutagami, que ensina a última técnica de plantas: O poder de controle das vinhas. Com isso, Amaterasu consegue abrir caminho para o interior das ruínas, onde encontra Ume, o cachorro de Kokari, preso dentro do bulbo da Rainha Aranha.

Esta não permite que ninguém interviesse no advento de Orochi e decide abrir uma exceção no seu cardápio ao confrontar com Amaterasu. Derrotando o monstro com sua recém-aprendida técnica, Amaterasu socorre Ume, apesar deste não aparentar querer sair de lá. Ao saírem e se reencontrarem com Kokari, o mesmo fica aliviado, ao mesmo tempo culpado por ter deixado seu cão para trás, tenta se desculpar, mas Ume rosna para ele. Issun, percebendo que o garoto não entendia a atitude de seu cão, explica que ele não está bravo por ter corrido e que, na verdade, ele não deixou o cão dele para trás. Ume decidiu ficar para mostrar que até mesmo um cão como ele poderia viver uma aventura. Além disso, disse que o que diferencia um garoto de um homem é algo ínfimo e que ele não deveria deixar seus medos falarem mais que seu desejo por aventuras.

Percebendo seu erro, o garoto entende e promete a seu cão que não iria mais fugir de nenhuma aventura. Feliz em ouvir isso, Ume mostra um achado: a vara de pescar do pai de Kokari. O mesmo havia perdido a vara dias atrás, mas agora com seu ânimo revivido, ele resolveu fazer algo que orgulharia seu pai: consertar a ponte quebrada pela forte correnteza que leva a Passagem Taka.
Ao chegarem lá, Kokari usa a vara para fazer uma travessia de corda, mas é abruptamente interrompido com Susano, que vinha rio abaixo agarrado a uma tora que ele havia derrubado enquanto treinava mais uma de suas técnicas espalhafatosas. Nisso leva consigo todos que estavam acompanhando Kokari.

Amaterasu consegue, no momento crítico, segurar a tora com seu poder sobre as vinhas, não somente salvando todos, mas criando uma ponte alternativa até a Passagem de Taka. Apesar disso, todo o crédito foi-se para Kokari, afinal, foi decisão dele de tentar consertar a ponte, o que de fato foi feito. Menino e seu cão estavam, enfim ,entendidos. Deixando os dois novos amigos, Amaterasu e Issun seguem para a nova área.

A Passagem Taka estava tão amaldiçoada quanto Agata e os campos de Shinshu. A caminho de encontrar o Guardião das Mudas, a dupla se depara mais uma vez com o Mestre Tao, Waka. Este mais uma vez entra em confronto com Amaterasu, mas dessa vez sente o considerável aumento nos poderes da deusa. Depois do embate, Waka explica que na Caverna da Lua criou-se uma barreira mágica que apenas o Cristal da Serpente poderia quebrar. A informação deixa Issun intrigado e ao ouvir um dos sussurros de Waka sobre a possível localização de tal artefato, ele guarda isso em mente para também buscar. Nisso, Waka se despede, mas não sem antes dizer mais uma de suas profecias sobre o que ocorrerá com a dupla naquela região. Dada a previsão, o auto-intitulado “presente dos deuses aos homens” some.

Indo um pouco mais adiante Amaterasu e Issun encontram o Guardião da Musa, que o restauram e este, tira a maldição que impregnava a região de Taka. Passado os maus presságios,  dupla caminha um pouco, quando um certo redemoinho gigante chama atenção deles. 

Chegando na Vila de Kusa, sentiram que um ar mórbido pairava sobre o local, tanto que parecia drenar os poderes divinos de Amaterasu. Sem temp oa perder, ambos chegam ao topo da vila e encontram com uma jovem se corroendo de culpa, quando na verdade viam que um demônio a possuía. Mesmo sem poderes, Amaterasu exorcizou o demônio da jovem, que na verdade era a Princesa Fuse, guardiã da do Santuário do Vendaval, o local onde ficava o Redemoinho que Amaterasu e Issun virão de longe. Fuse também era dona dos Guardiões Caninos, 8 cães que atuam como seus guarda-costas.

Abrindo mão de seu Localizador Canino, A Princesa Fuse pede a dupla que encontre os 5 cães espalhados pela vila e descobrir porquê seus guardiões não responderam o seu chamado. Ao achar os cães em lugares inusitados e famintos, a princesa briga com os desleixados por abandonarem quando ela mais precisou.

Explicando-se melhor dos problemas da Vila de Kusa e do Santuário do Vendaval, a princesa Fuse diz que precisa de todas as 8 Esferas de Satomi, esferas de virtudes e o único artefato capaz de quebrar a barreira imposta por Elmo Escarlate, um ser terrível nascido da poça de sangue do abatido Orochi. Elmo assombra a vila há mais de 100 anos e responsável pelo redemoinho não estar girando e não dissipar a atmosfera sombria que deixava o ar denso. Cada um de seus cães possui uma esfera da virtude, mas infelizmente o Localizador Canino não encontrou três dentro da Vila, Amaterasu e Issun resolvem procurar nas áreas que já visitaram, fazendo descobertas incríveis.

Para começar, na Passagem de Taka, descobrem que o acesso ao Santurário de Sasa estava fechado a mando do dono do hotel, Jamba, e que apenas uma grande alegria o faria mudar de ideia.
Retornando a Passagem Taka, Amateasu e Issun descobrem que o senhor e a senhora Cortadores mantinham a filha de Jamba, Chun, prisioneira para devorá-la. Desmascarando a dupla de velinhos em verdadeiros demônios, Amaterasu liberta a filha do dono do Hotel, que pede a seu pai para liberar o caminho para Amaterasu e Issun. Lá eles acabam ajudando a casa de banho, com auxílio do Senhor Bamboo a achar o fosso de água.
Imagem Postada

Tal ato despertar Nuregami, Espírito da correnteza e concede a Amaterasu a técnica de manipular correntes de água, habilidade que se mostrará bastante útil no futuro. Durante a visita ao Santuário, Eles encontram Take, que diz que não pode sair do Santuário dado o dever que tem com o clã dos Pardais em protegê-los, assim a esfera é passada para Amaterasu, para que a mesma entregue a esfera para Fuse.

Para terminar, o cão fiel a Mushi, o filho da dona do campo de Tulipas era na verdade Chu, a noite, após enfrentar Amaterasu, ele diz que ele não é o Hayabusa de verdade. O verdadeiro morreu junto com o pai de Mushi quando foram atacados dentro da floresta. Chu chegou logo depois para carregar o último pedido de Hayabusa: proteger Mushi até o próximo Festival de Kamiki, pois o garoto morreria ao ser atingido por uma flecha durante as festividades. Por isso, para manter sua lealdade, ele não podia sair do vilarejo.

Compreendendo o dever do cão, a esfera foi repassada para Amaterasu, afinal ela poderia ir e vir para onde a Princesa Fuse se encontrava. Passado o caso do cão Chu, a dupla retorna ao encontro da Princesa Fuse a fim de devolver suas esferas e criar o rosário completo para destruir a barreiro de Elmo Escarlate.

Ao adentrar-se pelo bosque de bambus dentro do próprio hotel, a dupla encontra um pardal com uma cesta na cabeça chamado Tai, choramingando por não estar encontrando seu cão, Take. Indo mais a fundo no bosque, Amaterasu acaba encontrando o cão preso dentro de um tronco de bambu.

Ao vê-lo, seu dono fica aliviado, ao mesmo tempo em que Tai sentia um aroma familiar vindo de Amaterasu e indagou-a. Era o Localizador Canino que apontava para o próprio Take, sendo seu nome verdadeiro Gi. Antes de se explicar, ele exigiu que Amaterasu lutasse com ele, para saber se ela realmente era digna de possuir tal artefato. Após a derrota, Gi explica que ele fora incumbido de derrotar o Elmo Escarlate, mas o clã dos Pardais o salvou da morte certa. Com a dívida de vida a eles, ele sentiu-se no dever de ficar no Santuário Sasa para proteger o clã dos monstros que rondam o lugar. Dado o dilema, a Esfera do Dever responde e vai de encontro a Amaterasu, permitindo que Gi ficasse em Sasa para proteger aquele que jurou fazer.

Ainda em busca dos cães remanescentes, Amaterasu e Issun chegam novamente a Floresta de Agata, onde encontram Kokari procurando pelo seu cachorro, temendo que ele tenha sido devorado por um peixe lendário da região: o Whopper. Dizem que ele engoliu o reflexo da Lua na água de tão grande que era.

Enquanto Kokari tenta chamar pelo seu cão, torcendo pelo melhor, ele aponta que há uma jovem tentando pegar água na nascente mais acima e que talvez precisasse de ajuda. Chegando lá, a dupla encontra ninguém menos do que Kushi, de Kamiki. Ela tinha ido lá para pegar água necessária para fazer seu saquê ritualístico para o Festival que se aproximava. Geralmente era Susano que a ajudava a colher e a carregar a água, mas ele andava sumido desde então. Amaterasu ajudou a jovem a colher água, mas esta teve que carregar o recipiente.

De repente um monstro surge para atacar Kushi. Ao ver sua donzela em perigo, Susano reaparece e encara o monstro. Mas para seu azar, muitos outros monstros surgem, fazendo-o tremer nas bases, ainda sim ele se jogou em frente do Perigo. Ao cortar, Amaterasu discretamente partia os monstros ao meio. Dada a vitória, Kushi agradeceu por salvar a sua vida e Issun o parabenizou pelo feito, mas Susano olhava atentamente a sua espada e deduziu: aquilo não foi um feito dele. Ele percebeu que uma outra força estava acabando com os monstros em seu lugar, talvez algum tipo de maldição dos deuses, ele imagina. Irritado com a ideia de estar sendo manipulado, ele foge novamente, deixando Kushi sozinha para levar a água da nascente de volta a sua vila.

Nisso eles escutam o grito de Kokari vindo do local onde eles se encotraram pela primeira vez, no Abismo Profundo. Ao chegarem para saber o real motivo, eles veem o garoto tentando pescar algo grande, mas que nem Issun e nem Amaterasu imaginavam: Era o próprio Whopper que estava com Ume, o cachorro de Kokari, preço na boca. Após a linha da vara de Kokari se partir, Amaterasu ajuda o pobre garoto a pescar a grande lenda.

Após muita luta, Whopper se dá por vencido e é pescado. Issun vangloria o feito do pequeno, mas o mesmo nem se sente mais a vontade de pescar novamente, não sem seu melhor amigo para lhe fazer companhia. Issun reclama, mas antes de poder se explicar, percebeu que o reflexo da Lua retornara ao lago, e um novo espírito do pincel se revela: Yumigami, o Espírito da Lua. Este agradece a Amaterasu por tê-lo libertado de dentro do estômago de Whopper e concede a deusa do sol o poder inverso ao seu: o de trazer as noites com uma lua crescente sem igual.

Nisso Whopper se regurgiteia e expele Ume por inteiro. Kokari fica aliviado mais uma vez ao ver seu amigo são e salvo, mas o mesmo parecia estar agitado. Ele pressentiu o Localizador vindo de Amaterasu e a desafia para um duelo. Com a vitória de Amaterasu, Ume, cujo nome verdadeiro era Jin, conta sua história:

Ele estava pela floresta quando foi atacado seriamente, sendo salvo por Karude, pai de Kokari. Desde então, o cão sente uma dívida com a família do garoto e por isso fica na cola de Korari desde então, fazendo-o companhia. Dado o impasse, a esfera é transferida para Amaterasu, para que assim Ume pudesse ficar aonde está.

Para terminar, o cão fiel a Mushi, o filho da dona do campo de Tulipas era na verdade Chu, a noite, após enfrentar Amaterasu, ele diz que ele não é o Hayabusa de verdade. O verdadeiro morreu junto com o pai de Mushi quando foram atacados dentro da floresta. Chu chegou logo depois para carregar o último pedido de Hayabusa: proteger Mushi até o próximo Festival de Kamiki, pois o garoto morreria ao ser atingido por uma flecha durante as festividades. Por isso, para manter sua lealdade, ele não podia sair do vilarejo.

Compreendendo o dever do cão, a esfera foi repassada para Amaterasu, afinal ela poderia ir e vir para onde a Princesa Fuse se encontrava. Passado o caso do cão Chu, a dupla retorna ao encontro da Princesa Fuse a fim de devolver suas esferas e criar o rosário completo para destruir a barreiro de Elmo Escarlate.

Os as três esferas remanescentes, os dois retornam para a Vila de Kusa a fim de retornar as esferas que faltaram.

Ao chegarem, a princesa Fuse pede notícias de seus demais guardiões, Issun simplesmente responde que eles não poderão retornar. De imediato, Fuse compreende que Taki, Jin e Gi estão impossibilitados de retornar, por estarem atrelados aonde estão. Por fim, ela somente deseja que eles possam ter uma vida feliz ao lado de seus novos mestres.

Com as três esferas retornadas a Fuse, era possível abrir novamente o Santuário do Vendaval e deter de uma vez por todas a ameaça que era o Elmo Escarlate. Subitamente as esferas começam a flutuar ao redor de Amaterasu, por considerarem a deusa do sol mais apta a expelir o mal daquele lugar do que a própria princesa. Apesar da surpresa inicial, Fuse compreende que as esferas escolheram um novo dono e que cabe a Amaterasu derrotar o Elmo Escarlate.

Chegando ao portão principal, eles se encontram com ninguém menos do que Susano, supostamente meditando em frente ao portal para expurgar os pesadelos que lhe afligem. Um pouco mais a frente, Amaterasu e Issun encontram uma alma penada que se identifica como Yatsu. Apesar de sua cegueira, ele vê Amaterasu como uma majestosa dama, através de seus olhos espirituais, bem como Issun como um “pequeno diabinho”. Após as apresentações, as oito esferas voam em direção ao selo, destranco o portão e tornando o Santuário do Vendaval acessível, assim que vê o ocorrido, Susano desperta e se adentra ao local.

Olhando por todo o lugar, os dois conseguem chegar ao grande redemoinho, onde ficam evidentes os ventos de mal-agouro. Revertendo o sentido desses ventos, Amaterasu dissipar toda maldade e o redemoinho volta a girar novamente, limpando de uma vez os ares da Vila de Kusa. Nisso, o Espírito dos Ventos, Kazegami, ressurge e ensina a técnica de criar e direcionar rajadas de vento aonde Amaterasu bem desejar.

Aprendido a nova técnica, Amaterasu ganha acesso a uma nova área dentro do Santuário, justamente o local onde repousava o Cristal da Serpente. Ao se aproximar, Elmo Escarlate se revela, com seu corpo esquelético flamejante, protegido com uma armadura rígida.

Indo auxiliar Amaterasu em seu confronto, as 8 Esferas de Satomi reaparecem e circulam ao redor da deusa, criando uma barreira de proteção.
O embate começa a se intensificar quando Amaterasu percebe que seus golpes surtem pouco efeito sobre o monstro. Eis que surge Susano, não apenas para socorrer Amaterasu, mas para comprovar um pensamento que ele estava tendo.

Após abater o Elmo Escarlate com golpes incríveis e com uma forte rajada de vento que Amaterasu criou para dar mais força a seu golpe final, Susano estava certo: tudo aquilo eram feitos dos deuses, como uma forma de o empurrar para aquilo que ele estava predestinado a fazer.

Enfurecido e exaltado, ele grita conta os céus, ordenando que parem de ajudá-lo, que ele não queria que nada disso acontecesse com ele, nem nunca pediu por isso. Nessa exaltação, uma tenebrosa penumbra surge dos restos de Elmo Escarlate, assimilando-se bastante com Orochi. Uma das cabeças encara Susano e este começa a delirar,  dizendo que vozes estão entrando e perturbando sua mente. Aos gritos, ele deixa o local desesperado.

Apesar do ocorrido, Amaterasu e Issun viram suas atenção para o Cristal da Serpente, mas percebem que alguém parecia estar tomando para si o cristal. Era ninguém menos do que Waka, o Mestre Tao, agradecendo pelo esforço da dupla, mas que ele estava tomando o cristal para quebrar a barreira. Reivindicando seu prêmio, Issun ordena que Waka solte o cristal, mas o mesmo se afasta. Confiante, ele apenas afirma que apenas ele saberia usar o cristal para quebrar a barreira e, assim, derrotar Orochi. Dito isso, ele foge de cena.

Saindo do Santuário, a dupla vê a princesa Fuse, seus cães guardiões e Yatsu, que agora revela ser o marido da princesa Fuse que sua alma estava pelo local justamente para proteger a vila da ascensão de Elmo Escarlate. Como a ameaça havia sido dizimada, sua alma poderia ir em paz ao outro plano e assim o fez, desejando o melhor para sua esposa e para os aventureiros.

Com a sensação de dever cumprido, ao mesmo tempo que necessitavam encontrar Waka, Amaterasu e Issun se retiram da Vila de Kusa e vão em direção a Kamiki. Afinal, o festival anual estaria rpestes a começar, sem dizer que aquele ano seria especial, pois faria lua cheia e seria o 100º ano de paz desde que Nagi e Shiranui aprisionaram Orochi. Infelizmente, o céu denso e os ventos gélidos denunciavam um mal-presságio.

Chegando no vilarejo os dois perceberam as pessoas que amontoando em frente a casa de Susano, exaltadas e exigindo explicações. Ao se aproximarem, eles descobrem o que aconteceu: Susano, em um ato de ira, bebeu todo saquê sagrado que Kushi estava preparando e que seria usado no ritual anual do festival, e trancou-se em sua casa.

Os moradores querendo que ele se explicasse e que aquilo poderia acarretar em infortuno no futuro, acabam fazendo Susano dizer a verdade. Embriagado como estava, ele explicou o ato imperdoável que fez: soltou a espada Tsukuyomi, desfazendo o selo que aprisionava Orochi. Susano diz que fez isso porque não acreditava, nem queria acreditar, nas histórias que ouvia dos feitos que seu antepassado fez, um ato que ele se sente atormentado desde que o fez. O ancião ficou sem o que dizer ao ouvir isso, quando começam a ouvir estranhos barulhos vindo do céu.

Amaterasu se coloca em posição de ataque, pressentindo um mal se revelando. Os moradores foram para a pequena ponte para poder visualizar. Do alto, 8 esferas elementares brilhavam, se uniram e formaram uma grande flecha, que foi atirada em direção ao vilarejo. Todos se esquivaram, com exceção do senhor Laranja e de Mushi. Amaterasu conseguiu salvar o bom senhor e Hayabusa cumpre seu destino, salvando o garoto da flecha mortal.

A dita flecha, entretanto, não estava destinada a atingir ninguém, mas a casa da oferenda que Orochi exigia: era de Kushi, a mais vela do vilarejo. Mesmo com a premonição de sua morte, Kushi não conteve de medo. Ela acredita que Susano não é o covarde que ele mesmo diz ser, tanto que ele a salvou quando estava em perigo e ela sabia que ele a salvaria dessa situação.
Vestindo-se adequadamente para o ritual de sacrifício e carregando um saquê especial que estava preparando, Kushi acreditava que seu saquê seria tão poderoso quanto o Saquê das 8 Purificações, usado a 100 anos atrás para intoxicar Orochi. Ela parte sozinha, sem ninguém para impedi-la, vendo a situação que se alastra, Amaterasu e Issun partem em direção a moça.
Alcançando-a não muito longe da entrada do vilarejo, Kushi pede que eles não a impeçam, apesar de seu saquê tornar a ida até a Caverna Lunar muito mais demorada. Amaterasu, movida pela atitude de Kushi, a pega e a leva para a caverna, no intuito de não apenas servir de transporte, como ajudá-la.
Imagem Postada

Ao chegarem lá, são surpreendidos com a presença de Waka, que estava prestes a usar o Cristal da Serpente para quebrar a barreira e ir, sozinho, exterminar Orochi.
Sem hesitar, Waka usar o Cristal para absorver a barreira, abrindo assim o caminho. De repente, uma forma imponente vem de dentro da caverna, Waka se afasta para não ser atingido, enquanto a cabeça de serpente captura Kushi e a leva para dentro. Amaterasu corre para salvar a jovem, quando percebe que a barreira é restaurada, deixando apenas Waka do lado de fora.

Um tanto descontente, porém não surpreso, Waka diz que eles terão que se virar sozinhos lá dentro, dando apenas uma de suas profecias, infelizmente, não é das suas mais bem elaboradas. Percebendo que não há como fugir, nem se quisessem, Amaterasu e Issun se adentram pela Caverna, em busca de Kushi e também de Orochi.

Entrando pelo subterrâneo da caverna, disfarçada graças a uma máscara encontrada, Amaterasu se passa como ajudante do cozinheiro que estava preparando a entrada para o “prato principal de Orochi”, coletando os mais diversos ingredientes, a fim de poder ir até a sala do trono, confrontar Orochi. Nesse meio tempo, ela liberta Moegami, Espírito Celeste das chamas de seu aprisionamento gélido. Como agradecimento, ele ensina a técnica de conduzir chamar próximas.

Com a entrada preparada, Amaterasu e Issun sobem para a sala do trono e se deparam com o Orochi em pessoa. Tirando sua máscara, a deusa do sol se preparava para um confronto lendário. Apesar de Issun ter pegado o pote do saquê que Kushi deixara cair, o mesmo mostrou-se fraco demais para atordoar Orochi, não abrindo nenhum ponto cego em uma impenetrável barreira dourada.
Pensando que estavam em maus lençóis e com Orochi prestes a devorar seu prato principal, um grito corta a sala e faz Orochi desviar sua atenção.

Com todos olhando para a entrada do local, a figura que se revelou era Susano em pessoa. Ele estava seguindo Amaterasu e Kushi desde que eles saíram do Vilarejo. Susano estava  com sua armadura e sem demonstrar nem um pingo de medo, ou remorso.

Ao ver a visita de seu libertador, Orochi se alegra e se digere até ele. Então o monstro de 8 cabeças começa a confirmar aquilo que há poucas horas Susano havia confessado: sim, ele mesmo tinha libertado Orochi e, na sua busca por reconhecimento, Orochi apenas o pedia que profetizasse as seguintes palavras: Que este mundo mergulhe em trevas.

Susano então se prepara para proferir suas palavras, mas não o que Orochi esperava: Susano jura dar um fim a onda de trevas que Orochi está espalhando, salvar a indefesa Kushi e que não se deixaria influenciar pela presença da vil serpente e consegue, com sua leal espada, destruir a barreira que protegia o monstro. Dado isso, o jarro de saquê que Kushi levara se transformou no próprio Saquê das Oito Purificações, se espalhando pela sala de Orochi. Um milagre ocorreu e agora, Amaterasu poderia enfraquecer cada uma das cabeças.

Dito e feito: Orochi estava sem forças para resistir ao ataque combinado de Amaterasu e Susano, cortando cada uma das cabeças com a espada banhada pelo luar trazido pela loba. Na última, Susano pediu que Amaterasu lhe permitisse dar o golpe final. Partindo-a ao meio, a serpente de oito cabeça havia sido morta, as trevas sob o local obliterada e Kushi, enfim, salva.

Neste momento de ternura, Susano se abre para a jovem Kushi, ao mesmo tempo que lamenta que sua descrença tenha colocada-a em perigo, mesmo matando a fera, ele não se sente digno de tantos elogios que ela o direcionava. Kushi estranha as palavras dele, porque o Susano que ela conhecia não costumava falar coisas tão depreciativas. Ela, então, o pede que desse uma de suas risadas típicas. Que ele sempre esbanja quando a ajuda nas colheitas. Susano fica quieto por um instante, mas atende o pedido de sua amada.

Ao final, a aura negra de maldade sai do corpo de Orochi e foge para as demais regiões de Nippo. O mal estava expurgando em Shishun e em Kamiki, mas a paz sobre toda Nippo ainda estava longe de ser alcançada.

Antes de partirem novamente, Amaterasu e Issun vão para o Festival de Kamiki, que acabara de começar, apenas para relaxarem depois de uma grande vitória e antes de retomarem a jornada ao sul.

A Crise na Capital

Issun pessoalmente está ansioso para ir para aquela região, pois é onde fica a capital de Nippo: Sei’an e já faz um bom tempo que ele não a via. Ao chegarem na ponte que faz checagem de quem entra na região da capital, a dupla encontra a ponte levadiça levantada, sem a possibilidade de fazê-la descer, porém, vendo um arqueiro tentando sinalizar para o outro lado descer a ponte. Ajudando o pobre homem, acedendo a ponta de sua flecha com um de seus poderes, Amaterasu consegue fazer a ponte descer, enquanto o arqueiro fica incrédulo com o feito, simplesmente correndo em direção a próxima região: a costa de Ryohima.

Lá a dupla vê uma situação familiar: Ryoshima estava coberta por um manto de trevas, similar ao que viram em Shinshun. Familiarizados com a cena, eles encontram com o Guardião, florescendo-o e retornando a beleza da enseada.

Issun se deslumbra com a beleza natural do local e como ela não tinha mudado nada, exceto, talvez, por um navio naufragado bem perto da praia. Ouvindo um pescador local, descobrem que foi o Dragão d’Água, em toda sua fúria, que o fez encalhar. Ele disse também que o litoral está a mercê de sua ira, o que torna impossível para pescadores realizarem seu trabalho ou de qualquer cidadão de realizar uma travessia marítima. Ouvindo isso, Amaterasu e Issun se dirigem para a capital Sei’An.

Ao chegarem na capital, sentem uma atmosfera mórbida sobre a cidade, seus cidadãos em angustia e dor e a parte plebeu da cidade separa da aristocrata, pois a ponte estava suspensa. Certo em querer descobrir porque a governante da capital e de Nippon, a Rainha Himiko, deixava essa situação se alastrar pela cidade sem fazer nada, Amaterasu e Issun vão para a ponte a fim de chegarem até a área aristocrata. Ao chegarem na ponte, eles encontram Benkei, um monge eremita que já adquiriu mais de 999 espadas e estava na ponte em busca de sua milésima espada: a que chamavam de “espada-viva” e, apesar de ser capaz de consertar a ponte, se recusava até que conseguisse a dita espada.

Dito isso, a dupla resolve ajudar o monge em uma caçada pela espada, que depois revelou-se em ser um grande peixe. Desapontado, porém Benkei era um homem de palavra e consertou a ponte para conectar as duas áreas.

Ao atravessarem, eles entram na sala onde fica a sacerdotisa oficial da Rainha, Rao. Servindo como porta-voz da rainha, ela explica a situação que se encontra a cidade e diz que para eliminar aquela névoa nociva, precisaria de um item muito poderoso e que acredita estar dentro no navio naufragado na costa de Ryoshima.

Ao chegarem lá, a dupla percebe que há uma marca em embaixo do navio em forma de Lua minguante. Em contraposição, Amaterasu faz sua técnica de chamar a noite ao invoca a lua crescente, completando o símbolo. Feito isso, o mar começa a sumir em torno do Navio, tornando possível chegar até ele.

Ao entrarem no navio, percebem que o portão está selado e que ia além deles quebrar tal selo. Eis que Rao aparece logo depois deles, bastante satisfeita com o feito da dupla em abrir o mar. Apesar de Issun relatar o problema atual, Rao o resolve em instante, com seus selos pessoais. Certa em acompanhar Amaterasu pelas profundezas no Navio em busca dos Tubos de Raposa, o único item que supostamente seria capaz de dissipar a tal névoa que permeia a capital.

Apesar de muito buscarem e de presenciarem visões de falecidos inimigos, não encontram o tal item, nem mesmo na sala de tesouros, que saem de lá com um item incomum: a Marreta da Sorte, que Amaterasu e Issun guardam para si. Com as mãos vazias e o navios todo vasculhado, a dupla e Rao saem do Navio ao amanhecer, quando a lua não  está mais pressente e a água retorna a afundar o navio.

Nadando de volta para a margem e com Rao na sua garupa, a sacerdotisa sente algo se aproximando deles. Issun não percebe de imediato, achando que a moça apenas queria fazer suas necessidades. Até que todas as dúvidas são sanadas com aparição de um monstro gigantesco. Revelando-se ser ninguém menos do que o próprio Dragão d’Água em carne e osso.

Rao consegue fugir, saltando sobre as águas, enquanto o dragão enfurecido parte para cima de Amaterasu e Issun. Ciente que não é algo que eles poderiam lidar, Amaterasu usa boa parte de seus poderes para chegar até a praia.

Enquanto Issun ficava incrédulo com o que via, o item recém adquirido pela dupla, a Marreta da Sorte começa a indicar uma direção. Curiosos com o que poderia ser, eles vão até onde ela quer chegar: as portas da casa do Imperador.

No portão, os dois escutam a conversas dos guardas, que reclamam como o Imperador anda se comportando de forma incomum, inclusive referente a sua saúde, que não permite a visita de nenhum médico e como a névoa começou depois que ele ficou de cama. A parte disso, comentaram como ele poderia prender uma jovem vendedora de bamboos por não ter feito nada.

Depois de escutarem, Amaterasu e Issun vão para uma pequena fenda na parede, visto que os guardas tem ordem explícitas de não deixar ninguém entrarem. Eis que a Marreta da Sorte faz sua mágica: Ao bater na cabeça de Ammy, ela começa a ficar do tamanho de um polegar, bem como Issun previu no conto que ele ouvira a respeito do item.

Passando pela fenda, a diminuta Amaterasu e Issun (agora mais visível aos olhos de Amaterasu) escutam choros vindo de uma cela. Após conversarem descobrem quem é a moça que os guardas falavam: trata-se de Kaguya, neta do senhor Bambu. Ela não sabe o porquê de ter sido presa, visto que apenas estava vendendo os bambus de seu avô, bem como explica que ela não sabe quem realmente é, não se lembrando realmente de seu passado.

Issun, com o intuito de conquistá-la, diz que ele e Amaterasu irão salvá-la daquela prisão em breve.

Pernoitando pelo local eles encontram um jarro que exalava uma névoa diferente daquela impregnada na cidade, era relaxante e aconchegante, eis que eles encontram o Espírito Celestial da Névoa, Kasugami, que estava aprisionado naquele jarro deste que perdeu seu rumo no mundo após o último ato heróico de Amaterasu. Para retribuir seu ato de libertá-lo, Kasuhami ensina Amaterasu a usar o Véu da Neblina. Com isso, Amaterasu agora consegue manipular o tempo e capaz de passar por barreiras que se elevavam rápido demais.

Chegando ao quarto do Imperador a dupla descobre que a névoa esverdiada vinha na boca do próprio imperador, que se encontrava deitado em sua cama. Amaterasu tem uma ideia inusitada: pular dentro de sua boca e expurgar o mal que o possuía.

Chegando nas entranhas do Imperador, eles encontram o responsável por todo aquele infortuno na capital e que se alastrava por todo encosta de Ryoshima: uma espada amaldiçoada que controlava outras centenas e se manifestava em uma velha armadura samurai. Amaterasu, dessa vez com um auxílio maior por parte de Issun, detém a espada amaldiçoada e colocam um fim em seu terrível plano.
Bem como ocorreu com Orochi, o espírito da espada elevou-se em uma densa núvem e voou para longe dali. Para uma terra distante, mas que Amaterasu e Issun iriam para lá em breve.
Passado o problema da névoa, Issun aproveitou que poderia controlar o corpo do Imperador para fazê-lo levantar e abrir a cela onde Kaguya encontrava-se. Ela, percebendo que quem estava fazendo era Issun e Amaterasu, agradeceu prontamente e se retirou do local.

Após serem expelidos pelo Imperador e de voltarem ao tamanho normal, Amaterasu e Issun conversam com ele, que parece não se lembrar de nada desde que a névoa começou a surgir sobre a cidade, tornando-se apenas uma vítima das garras das trevas. Tal caso fez Issun se lembrar o que realmente queria fazer na capital: ter uma audiência com a governanta da capital: a Rainha Himiko.
Ao sairem do quarto do Imperador, Issun e Amaterasu se encontram novamente com Kaguya, que explica melhor como veio para atrás das grades. Ao mesmo tempo que diz desconhecer seu passado, ela sente uma força chamando-a para a densa floresta de bambos que fica atrás do Santuário de Sasa para descobrir seu passado.

Voltando agora sua atenção para o palácio real, a dupla, mesmo sendo capaz de passar pelos guardas graças ao poder no Véu da Neblina, se viu incapaz de passar pelo mar de lava que ficava entre o elevador e a sala do trono. Dado essa situação, eles resolvem visitar Santuário da Sasa, a fim que possam ajudá-la de alguma maneira a descobrir os mistérios que ela busca tanto descobrir.

Chegando lá eles a ajudam a cavar o que parecia ser uma espécie de transporte que a levaria para além do céu. Kaguya sentia e sabia que era aquilo que a chamava, era aquilo que a levaria à suas respostas e que ela precisava ir.

Antes que pudesse entrar, seu avô adotivo, Sr. Bambo aparece transbordando de alegria por enfim ver sua neta desde que fora presa. Para sua infelicidade, isso duraria pouco. Kaguya queria ir para não ter uma dolorosa despedida.

Senhor Bambo não compreendia, ao mesmo tempo que relevou que sabia que esse dia chegaria. Foi ele, afinal, que havia encontrado Kaguya perto daquele maquinário e ela havia se tornado o motivo de viver do senil. Kaguya também sentiu que seria doloroso partir, por isso aconchegou seu avô, dizendo que ela sempre estará com ele em seus pensamentos e em seu coração, pedindo-lhe apenas que jamais o esquecesse. Assim Avô e neta trocam longos abraços de despedida, enquanto Kaguya se prepara para sua viagem rumo ao desconhecido.

Nisso Kaguya deixa cair uma tabula mágica, que permite a Amaterasu literalmente nadar pelo rio de lava que a impedia de visitar a Rainha Himiko. Amaterasu e Issun vão prontamente ao encontro da governanta.

Ao chegarem na sala onde se encontrava a Rainha, ela estava de costas, atrás de uma enorme cortina, orando. Com pouquíssima paciência Issun foi direto ao assunto, chegando a acusá-la de ter deixado o Imperador naquele estado e ter espalhado a névoa esverdeada que estava matando a população aos poucos, além de chamá-la de uma demônio sem coração.

A governanta não vez nada a não ser cair nos prantos pela situação que se encontra seu povo, ao mesmo tempo que se sentiu na obrigação de corrigir o equívoco do pequeno artista, além de sua falta de polidez com as palavras.

Dito isso, as cortinas se levantaram e a rainha Himiko mostra sua face a dupla de heróis. Para o desapontamento e alegria de Issun, ela não era nenhum ser demoníaco, nem a causa da catástrofe que havia na capital. Ela se cobria de culpa por ignorar seus súditos quando eles mais precisaram dela, mas havia um motivo.

Ela estava meditando e, usando sua Bola de Cristal, para localizar a fonte de todo o mal que havia se alastrado pela região de Ryoshima: A Ilha Oni. Era uma tarefa árdua, visto que é uma Ilha que muda de localização a todo instante. além disso, a Bola de Cristal lhe protegia de qualquer interferência externa, nem o mais poderoso dos males poderia quebrá-la.

Em tempo a rainha ainda avisa a dupla que apenas o Dragão d’Água é capaz de destruir a barreira que protege a ilha. Apesar de ser o guardião daquela costa, estava fora de si por motivos desconhecidos. Himiko, então, pede para que eles busquem pelos Dragonianos, uma raça que vive submersa ao norte da costa de Ryoshima, pois eles são os únicos capazes de controlar o Dragão d’Água.

Dando um passe que dá acesso a essa área, Himiko pede encarecidamente que Amaterasu busque por esse povo e faça o Dragão retornar a si. Dito isso, eles partem para a região norte de Ryoshima, cujo Guardião das Mudas já estava restaurado.
Imagem Postada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.